A verdadeira história do BlackFriday

A verdadeira história do BlackFriday

O primeiro uso registrado do termo “Black Friday” foi aplicado não em função do feriado, mas à crise financeira: especificamente, o crash do mercado de ouro dos EUA em 24 de setembro de 1869. Dois notoriamente implacáveis ​​financistas de Wall Street, Jay Gould e Jim Fisk trabalharam juntos para comprar o máximo que puderam do ouro do país, na esperança de aumentar o preço e vendê-lo por lucros surpreendentes. Naquela sexta-feira de setembro, a conspiração finalmente se desfez, levando o mercado de ações a uma queda livre e levando à falência todos, de barões de Wall Street a fazendeiros.

A LENDA

A história que mais ouvimos sobre a origem do Black Friday esta relacionada a compras pós-Dia de Ação de Graças  Como diz a história, depois de um ano inteiro operando com prejuízo (“no vermelho”), as lojas supostamente teriam lucro (“entrou no preto”) no dia seguinte ao Dia de Ação de Graças, porque os compradores de férias gastaram tanto dinheiro com descontos mercadoria. Embora seja verdade que as empresas de varejo costumavam registrar perdas em vermelho e lucros em preto ao fazer sua contabilidade, esta versão da origem da Black Friday é a história oficialmente sancionada – mas imprecisa – por trás da tradição.

OUTRA VERSÃO

Nos últimos anos, surgiu outro mito que dá uma reviravolta particularmente feia à tradição, alegando que, nos anos de 1800, Resultado de imagem para black friday start in historyproprietários de plantações do sul podiam comprar escravos com desconto no dia seguinte ao Dia de Ação de Graças. Embora esta versão das raízes da Black Friday, compreensivelmente, tenha levado alguns a pedir um boicote ao feriado de varejo, ela não tem base na realidade.

A verdadeira história por trás da Black Friday, no entanto, não é tão brilhante quanto os varejistas podem fazer você acreditar. Na década de 1950, a polícia na cidade de Filadélfia usou o termo para descrever o caos que se seguiu no dia seguinte ao Dia de Ação de Graças, quando muitos  compradores e turistas suburbanos invadiram a cidade antes do grande jogo de futebol da Marinha. Os policiais de Philly ( apelido da cidade da Filadélfia ) não só não seriam capazes de tirar o dia de folga, mas teriam de trabalhar em turnos alternados para lidar com as multidões e o tráfego adicionais. Lojas também tirariam proveito do tumulto nas lojas para aproveitar a mercadoria, aumentando a dor de cabeça para os homens da lei.

Resultado de imagem para black friday start in history

TENTANDO MUDAR O NOME

Em 1961, a “Sexta-Feira Negra” havia se destacado na Filadélfia, na medida em que os comerciantes e impulsionadores da cidade tentaram, sem sucesso, mudá-la para “Sexta-feira Grande”, a fim de remover as conotações negativas. O termo não se espalhou para o resto do país , no entanto, e recentemente, em 1985, não era de uso comum em todo o país. Em algum momento no final dos anos 80, no entanto, os varejistas encontraram uma maneira de reinventar a Black Friday e transformá-la em algo que refletisse positivamente, e não negativamente, sobre eles e seus clientes. O resultado foi o conceito “vermelho para preto” do feriado mencionado anteriormente, e a noção de que o dia depois do Dia de Ação de Graças marcou a ocasião em que as lojas americanas finalmente tiveram lucro. Na verdade, as lojas Americanas tem mais vendas no sábado antes do Natal.

A história da Sexta-Feira Negra ficou estagnada e logo as raízes mais sombrias do termo na Filadélfia foram amplamente esquecidas. Desde então, a bonança de vendas de um dia se transformou em um evento de quatro dias e gerou outros “feriados de varejo”, como o Small Business Saturday / Sunday e a Cyber ​​Monday. As lojas começaram a abrir mais cedo , e agora os compradores mais dedicados podem sair logo após a refeição do Dia de Ação de Graças e curtir a compras noturnas com ótimos descontos.

NO BRASIL

O primeiro Black Friday aconteceu no Brasil em 2010, mais precisamente dia 28 de novembro de 2010 e foi apenas para o comércio virtual, e nessa primeira edição 60 lojas virtuais participaram – quase um teste! e não é que deu certo? Em 2013 o Black Friday Brasileiro bateu o seu record faturando R$ 770 bilhões só no comércio eletrônico.Resultado de imagem para primeiro black friday brasil

Em 2013, a Black Friday no Brasil bateu seu recorde, faturando R$770 milhões

Assim como nos Estados Unidos, a Black Friday Brasil acontece anualmente na sexta-feira seguinte à quarta quinta-feira de novembro e agora já engloba todo o comércio varejista.

2018 ATÉ OS BANCOS ADERIRAM

A novidade de 2018 são os bancos e financeiras aderindo ao Black Friday! ué? mas eles vendem o que? de olho na desejo do Brasileiro em guardar o dinheiro ao invés de gastar, os bancos e financeiras estão oferecendo aplicações com taxas menores e rendimentos maiores!

 

Pesquisa :

  • History Channel
  • BCC Network
  • ABC TV
  • Harvard Business Review
  • eBit

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *